Categorias
Gameplay

Gameplay: O Mundo de Dunegor, parte 4.

Eu quero terminar essa trama, para levar Esquill para outras aventuras no mundo de Dunegor. O que sabemos até agora é o seguinte: orcs invadiram a vila, onde moram Requilon e Alonir, com armas feitas por zumbis-amaldiçoados controlados por um necromante. Um mercador se meteu com ele, que usou o poder da pedra da lua para reviver os corpos do cemintério(incluindo o filho de Requilon, irmão de Alonir).

Então nós encontramos os nossos heróis nos arredores da cidade, que está em chamas do ataque dos Orcs.

Local: Vila em chamas, Personagens: “Espada Falante”. Ok, o sistema sempre jogando uma coisa do nada na minha história. Banco de idéias: Qualidade: Dracônico. Tive uma idéia.

Quando chegam na cidade, logo vêem que vários dos orcs estão enfurecidos mais do que o normal. Eles logo se veem em combate com um destacamento de orcs que estava nas redondezas. São três ou menos orcs? (oráculo: não.) Então vou dizer que são cerca de 5 orcs, duas patrulhas que se convergiram na onde os heróis chegaram na cidade.

Esquill: tenta usar sua magia de paralisação, para parar o máximo de orcs que conseguir, como está mirando em todos, não tem a vantagem de mago ao usar magia: mas ele consegue. Três orcs estão fora da luta, suas armas caem no chão, com um grito estridente. Alonir e Requilon tentam derrubar os outros orcs, mas são subjulgados.

Esquill pega uma das espadas, que é vermelha e tem um olho dracônico no punho. Ele instantâneamente se vê enfurecido, e ataca os orcs que estão atacando os amigos.

Ele derruba mais dois orcs, porém a fúria impele ele a atacar Alonir, que fica Ferida. Ela pula e rápidamente tira o outro orc de combate. Requilon ataca Esquill, que com uma estocada derruba sua arma da mão.

A arma cai no chão, com o mesmo grito estridente. Quando olham para cima, uma figura com um capuz preto voa em direção a eles. É o necromante. As espadas gritantes devem ter alertado ele a posição dos heróis.

Os heróis se preparam para lutar. Alonir ainda está ferida. Esquill tenta usar uma magia de cura e pede desculpa por ter machucado ela! O necromante ri enquanto os heróis se auxiliam a preparar a luta.

“Então vocês que causaram aquela bagunça na minha fábrica! Hahaha. Aposto que foi por pura sorte não é?”

“Você vai pagar pelo terror que tem causado a essa vila, ser das trevas”, diz Esquill.

“Essa vila foi apenas um teste, e esse teste foi um sucesso! Agora eu tenho que ir. Não tenho tempo para lidar com vermes como vocês.”

E numa nuvem de fumaça, o necromante desaparece. As espadas que pulsavam vermelho-fogo voltam a ter a coloração normal de ferro batido, e o olho dracônico some dos punhos. A vila sofreu muitas perdas no combate, afinal era uma vila simples. Os orcs, agora não mais enfurecidos pelas artimanhas dos necromantes, fogem para as montanhas novamente.

E esse é o final do primero capitulo da Saga de Esquill. Resolvi adiantar ela(e fazer o vilão fugir, já que ele seria muito forte para Esquill).

Gostei demais da história que foi gerada(tem um quê de naruto com harry potter.) e quero levar esses personagens para outras tramas. Provavelmente vai continuar aqui no blog mesmo.

Categorias
Gameplay

Gameplay: O Mundo de Dunegor, parte 3.

Cena 4: Floresta, Personagem: bêbado.

Ao sair da masmorra, os nossos heróis encontraram um Bêbado na floresta, que disse que a cidade tinha sido tomada por Orcs, e ele estava tentando fugir.

Os heróis decidem correr para a cidade, para tentar livrar elas dos orcs.

(Hoje vou rolar só essa ceninha, deixar pra próxima as outras)

Categorias
Gameplay

Gameplay: O Mundo De Dunegor, Parte 2.

Continuando de onde paramos na parte 1.

Os nosso heróis se encontram na entrada de uma cripta, conversando sobre quem merece ou não estar ali. Quando um grupo de zumbis derruba a porta e avança em direção aos heróis!

Qual tipo de zumbi? (Rolo no banco de idéias: Amaldiçoado). Os zumbis avançam sem nem perceber os heróis, rastejando em direção a cidade. O filho de Requilon está entre eles? (Sim ou não: Sim). Requilon percebe o filho dele entre os mortos-vivos. Esquill tenta se lembrar de um feitiço para paralisar o irmão e filho de requilon, para que eles investiguem melhor o que está fazendo com que esses mortos se levantem.(Desafio: Lançar o feitiço, Sucesso) Levantando a mão e fazendo um sinal e umas palavras mágicas, ele prende o corpo do filho/irmão de seus companheiros. Requilon se aproxima e fala: “Meu filho Trennor, o que fizeram contigo? Não se pode nem descansar em paz!”. Alonir está com um semblante triste, lembrando do irmão com vida. Esquill percebe uma chama vermelha nos olhos de Trennor, que pode indicar o que está por trás do sumiço dos corpos.

“Temos que entrar na cripta. Alguém deve ter feito um ritual lá dentro, não sei ainda qual, mas esses zumbis estão funcionando como trabalhadores para algum propósito nefasto”

Terceira cena: Dentro da masmorra(não rolei local, mas vou rolar no banco de idéias para ver como é a cripta: Qualidade: Enfurecido.), personagem: Mercador.

Ao adentrar a cripta, um lugar antigo e decrépto, mas que está estranhamento iluminado, eles entram num salão grande, com várias fornalhas queimando com raiva. Vários zumbis estão martelando em espadas e armaduras sem parar

Eles encontram um homem acorrentado num canto, ele está furioso e pedem para que soltem ele. Ele conta que é um fabricante de armas de uma cidade vizinha, que havia contratado um necromante para juntos fazerem uma pequena fábrica com trabalhadores zumbis e conseguirem lucro! Mas o necromante, agora fortalecido pelo eclipse lunar que se aproxima, está cada vez mais forte e prendeu-o aqui, enquanto monta um exército de zumbis amaldiçoados!

O grupo de heróis escuta a história com atenção, prestando atenção em todos os detalhes.

Uma grande pedra vermelha pulsa com uma cor sangue no centro da sala. Esquill suspeita que ela é a pedra que está controlando todos os zumbis. Esquill fala com Alonir e Requilon: “Precisamos por um fim nesse empreendimento maléfico! Posso tentar destruir a pedra, mas talvez os zumbis vão querer protejer a pedra.” O mercador do canto da sala: “Rápido, antes que ele volte!”.

Esquill se prepara para atacar a pedra, concentrando toda sua força mágica num ataque no cerne da Pedra Lunar(Desafio com desvantagem, 5 e 5). Uma das correntes que prende a pedra no chão se rompe, e uma rachadura é visível na pedra. Quando o raio de energia atinge a pedra, os zumbis entram em estado de alerta e começam a correr na direção dos heróis. Alonir começa a atacar os zumbis a torto e a direito, Requilon brande a espada e acerta os zumbis também. Esquill se concentra em atacar a pedra novamente. (Mais um desafio, agora sem vantagem nem desvantagem: 4! Acertou denovo!) A pedra estilhaça no chão, sua pulsação vermelho-sangue ficando cada vez mais fraca. Os olhos dos mortos vivos perdem o brilho vermelho assim como os pedaços da pedra. Os corpos começam a cair no chão, novamente sem vida.

Nova cena: Montanha, Evento: Orc com machado.

Enquanto isso, vemos uma cena diferente: um necromante se encontra um orc numa montanha a noite. Ele está entregando um carregamento de machados negros para os Orcs. O chefe orc pergunta “o que fazer com esse machado?” E o necromante aponta a vila no vale. A mesma vila onde moram nossos heróis! Nisso, o necromante é atingido por uma onda de dor, que ele faz de tudo para não transparecer aos orcs. E ele pede licença, que algo surgiu e ele tem que correr agora.