Gameplay: Luar de Sangue.

Resolvi dar uma jogada nesse cenário de dominus, que parece ser um pouco mais “gamista” que os primeiros que foram feitos. Vou testar para ver o que acontece.

Personagem: Arquétipo 6: Cavaleiro – armas leves, médias e pesadas, armadura pesada, código da cavalaria, etiqueta, destemido.

Mateo é um cavaleiro andante, que tem uma espada longa e uma armadura pesada. Ele é filho de um nobre, mas renegou a família e resolveu andar pelas terras para buscar fazer seu nome por “conta própria”.

Trama: “Animais e Aldeões Aparecem Mortos”, “Evitar uma briga”, “Nobre cruel ascenderá ao poder”.

Chegando na aldeia de Valamor, ele descobre que estão buscando o culpado pelos aldeões mortos, e ele resolve ficar e investigar. Claro, também tem a ver com o festival que haverá em alguns dias, onde haverão torneios de justas e festanças. Mateo resolve ficar por ali e ver o que há por trás da aparência festiva da cidade.

Cena: Velho mosteiro, Evento: “Torneio”, 6.

O Padre Tomás está buscando um campeão para representar a igreja no festival, e ele convidou a todos os pretendentes. Como Mateo não tem quem o patrocine no torneio, ele resolve participar desse pré torneio.

Vai ser um combate simples, contra outros aldeões. Existe algum deles que se destaca? “Não”. São todos meio novos. Mateo não tem problema em derrotar a grande maioria deles. Só na “final” que vou rolar um desafio maior:

Turno: Mateo começa depois, por estar usando uma espada longa. O Camponês Túlio está com uma maça leve de treino. Mateo está sem sua armadura nem escudo(perdeu-o durante o torneio). Portanto, defesa com desvantagem: ele falha, a sua espada longa não consegue parar a maça, que acerta-o na coxa. -1 de Vitalidade(está com 2 agora).

Mateo arruma sua posição e ataca o oponente com um ataque treinado de cavaleiro: (ataque com vantagem) Acertou! O camponês fica atordoado(3 de dano em 1d3!) e cai no chão.

O Padre Tomás agradece a todos os participantes, e chama Mateo para uma palavra em particular.

“Muito bom o seu desempenho hoje, a Igreja com certeza estará bem feliz de patrocinar sua participação no torneio! Mas eu realmente preciso de você aqui na cidade para outros motivos: o filho do Nobre não é flor que se cheire, alguma coisa sinistra ele está planejando para esse festival. Foram encontrados alguns corpos mutilados de aldeões próximos das florestas. Achamos que pode ser obra de lobos, mas nossos caçadores não tem encontrado outros animais feridos nem mesmo lobos. A administração está pedindo para que não investiguemos isso e deixemos pra lá. Com uma pessoa de fora da cidade, podíamos fazer isso ‘fora dos holofotes’ da administração.”

Mateo escuta com atenção o que o padre diz, e promete que pela honra de cavaleiro dele ele irá investigar o caso.


Fim da cena 1! Foi um combate bem rápido, porém emocionante, já estou curtindo a história que está se formando, o cenário é bem legal(e eu tinha decido no festival ANTES de ver que já tinha um evento de ‘Torneio’, caiu como uma luva e foram os dados que rolaram!)

Vamos continuar essa história também, junto com a do mundo de Dunegor!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *